Archive Pages Design$type=blogging

Vai estudar história, petista. Ao invés de ensinar o povo a pescar, o PT entrega o peixe. Miúdo.

Em tempos de redes sociais e o domínio dos dispositivos portáteis, o trânsito da informação limitada a um número reduzido de caracter...


Em tempos de redes sociais e o domínio dos dispositivos portáteis, o trânsito da informação limitada a um número reduzido de caracteres significa o sacrifício de nuances bastante sutis. A economia de detalhes cruciais pode comprometer compreensão adequada de fatos históricos.  Uma noção superficial sobre um tema não assegura uma reflexão razoável.

Outro aspecto curioso é que a cada dia, a história se torna cada vez mais contemporânea das tecnologias, onde os fatos mais atraentes são sempre os mais “frescos”. Como se quanto mais antiga a imagem, menor a sua resolução. Some-se a isso a tradicional memória curta dos brasileiros...

A década de 90 foi uma das mais importantes na história recente do país, embora muitos tentem resumi-la numa simples frase. Os desafios eram enormes e a estabilização da economia era apenas um deles. Os feitos da equipe econômica que integrava o governo Itamar Franco são resumidos ao Plano Real.  Embora o controle da inflação tenha sido o fato mais notável, os desafios do governo seguinte eram bem maiores: desencadear o processo de crescimento da economia brasileira.

O governo de Fernando Henrique Cardoso foi marcado por profundas transformações na economia e o maior desafio era inserir o Brasil numa economia de Livre Mercado. Para alcançar este objetivo, foi preciso promover a desindexação da economia e assegurar o controle do câmbio.

Apesar da economia estabilizada, ainda não existia um regime de metas de inflação. O equilíbrio das contas públicas exigia a criação de uma lei que impedisse que os estados gastassem mais do que arrecadavam. Não existia política de superávit primário para viabilizar a redução gradativa das dívidas interna e externa. Os bancos enfrentavam o desafio de se adaptarem á uma nova realidade sem o lucro fácil da inflação. Além de conter o crescente déficit previdenciário, o governo precisava viabilizar recursos para investir em infraestrutura.

Não havia como inserir o país na economia de Livre Mercado e atrair investimentos estrangeiros sem resolver uma série de questões. Entre as soluções, estão a Lei de Responsabilidade Fiscal, que pôs fim à gastança desenfreada dos estados e municípios, o Fator Previdenciário que diminuiu os sucessivos rombos da Previdência e o PROER, que evitou quebradeira dos bancos federais, que entraram em colapso com o fim da inflação.

Todos estes projetos, incluindo a criação do Real, sofreram forte oposição do PT, que posteriormente se beneficiaria do eficácia dos mecanismos criados nos anos 90. Os mecanismos do PROER ajudaram o governo a evitar os impactos da crise econômica mundial de 2008.

Mas o governo FHC precisava superar uma série de desafios para agregar novos benefícios à estabilidade econômica. Sem dinheiro para investir nas estatais, a solução foi privatizar empresas dos setores de telecomunicações e de mineração. A inciativa, que tinha como meta reduzir o endividamento e investir parte dos recursos em infraestrutura, trouxe benefícios colaterais. As privatizações tornaram as empresas mais ágeis e lucrativas. Os investimentos da iniciativa privada propiciaram o crescimento da produção, do número de contratações e o significativo aumento no recolhimento de impostos.

Com a implantação dos regimes de Superávit Primário, Metas de Inflação e Câmbio Flutuante, o governo finalmente consolidou as condições ideais para introduzir o país na economia de livre mercado mundial. Ao estabelecer o tripé da atual e bem sucedida política econômica, o governo conseguiu atrair para o Brasil as maiores empresas mundiais. Antes das medidas, não existiam condições mínimas para atrair os investidores estrangeiros. 

A estabilidade econômica permitiu que a população finalmente pudesse adquirir bens móveis e imóveis financiados a longo prazo com taxas de juros razoáveis. Esta nova realidade aqueceu o mercado, favorecendo a ampliação do varejo, a instalação de novas indústrias e o aumento na oferta de empregos.

Após a implantação de condições favoráveis e atraídos pela estabilidade econômica, aportaram no país gigantes como Wal-Mart, LG, Hyundai, Samsung, Toyota, Honda, Nissan, Peugeot, Renault, Citroen, John Deere, BMW, Audi, Mercedes, Mitsubishi e outras 117 mil empresas no período compreendido entre 1994 e 2002. Juntas, estas empresas geraram mais de 20 milhões de empregos no país durante os governos de Lula e Dilma.


É claro que o mérito não foi apenas de FHC, mas de toda uma equipe de colaboradores. De mesmo modo, o governo se deu num espaço no tempo em que foi possível, ou necessário, adotar as medidas, dadas as circunstâncias. Obviamente, como qualquer outro governo, também ocorreram erros. 

Mas considerando o conjunto da obra, os benefícios que aquele governo trouxe para o país sob o ponto de vista histórico foram bem mais robustos e duradouros. O fato é que sem as medidas duramente combatidas pelo PT, o país não teria a mínima capacidade de prosperar nos anos seguintes. Lula e Dilma colheram os frutos semeados por seu antecessor.

Também é um fato que ampliação dos programas sociais só foi passível devido os avanços obtidos com a modernização da econômica. Mas ao invés de aproveitar o bom desempenho econômico e  estimular o empreendedorismo e a independência financeira das famílias, o PT preferiu mantê-las dependentes para assegurar votos. Na prática, o governo anterior permitiu que os brasileiros aprendessem a pescar. Lula e Dilma, enquanto desviaram bilhões da Petrobras,  apenas criaram a dependência de milhões de famílias, pois o que fizeram foi apenas entregar ao povo peixe. Miúdo.

@muylaerte
____________________________________________

COMMENTS

Nome

amigo de lula Artigos Boneco do Lula Brasil Brasil Corrupção Brasil. Corrupção Bumlai censura Collor Corrpuçãp corrupção Delcídio do Amaral Dilma Facebook Filho de Lula Fora Sarney Fraude na Mega Sena Giro Notícias Havaianas FRIBOI impeachment Joaquim Levy Jogo do Pixuleco Lula Lula milionário Lulazilla Mais Lidas Marcelo Odebreacht Marcelo Odebrecht Marina Marina Silva Mark Zuckerberg Mega Sena Michel Temer milionário Mundo Nora de Lula Papa Francisco PMDB Política PT Rede Sustentabilidade Sergio Moro Sérgio Moro Vatileaks Whatsapp
false
ltr
item
SINTESE NEWS: Vai estudar história, petista. Ao invés de ensinar o povo a pescar, o PT entrega o peixe. Miúdo.
Vai estudar história, petista. Ao invés de ensinar o povo a pescar, o PT entrega o peixe. Miúdo.
http://2.bp.blogspot.com/-89A3gu-jMv0/Vj0qTR6gF3I/AAAAAAAAFaI/_Nm_lPYOPN0/s640/Vai%2Bestudar%2Bhist%25C3%25B3ria%252C%2Bpetista.jpg
http://2.bp.blogspot.com/-89A3gu-jMv0/Vj0qTR6gF3I/AAAAAAAAFaI/_Nm_lPYOPN0/s72-c/Vai%2Bestudar%2Bhist%25C3%25B3ria%252C%2Bpetista.jpg
SINTESE NEWS
http://sintesenews.blogspot.com/2015/11/vai-estudar-historia-petista-ao-inves.html
http://sintesenews.blogspot.com/
http://sintesenews.blogspot.com/
http://sintesenews.blogspot.com/2015/11/vai-estudar-historia-petista-ao-inves.html
true
6712399305739774324
UTF-8
Nada encontrado VER TODOS Leia mais Responder Cancelar Deletar By Home PÁGINAS POSTS Ver tudo ARTIGOS RECOMENDADOS MARCADOR ARQUIVO PESUISE Not found any post match with your request Voltar ao início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago