Archive Pages Design$type=blogging

Sérgio Moro desabafa: “Não houve respostas "institucionais" diante da insatisfação popular contra a corrupção“

O juiz federal Sérgio Moro participou do Fórum Aner (Associação Nacional dos Editores de Revistas) de Revistas 2015, ocorrido no Hotel ...


O juiz federal Sérgio Moro participou do Fórum Aner (Associação Nacional dos Editores de Revistas) de Revistas 2015, ocorrido no Hotel Renassaince, em São Paulo. O responsável pelos processos da Operação Lava Jato afirmou que a operação “é uma voz pregando no deserto”.

Segundo o magistrado, a Lava Jato, que ainda está em andamento, mostrou “indícios de corrupção sistêmica, profunda e penetrante no âmbito da administração pública” do país e, apesar disso, de acordo com Sérgio Moro, não houve respostas "institucionais" diante da insatisfação popular contra a corrupção, avaliou decepcionado.

“No caso da Petrobras, por exemplo, há indícios que todos os grandes contratos envolviam o pagamento de propina. O nível de deterioração da coisa pública é extremamente preocupante”, disse. “A quantidade de pessoas nas ruas revelou insatisfação e não tivemos respostas institucionais mais relevantes”, acrescentou.

Para o juiz, a corrupção não será exterminada por operações como a Lava Jato ou por ações com a Penal 470 (processo do mensalão), mas com mudanças nas instituições. “Não vai ser a Operação Lava Jato que vai resolver o problema da corrupção no país. Não serei eu que resolverei isso. Não foi a Ação Penal 470 que resolveu o problema da corrupção no Brasil. Mas o que nós, como cidadãos, vamos fazer a partir de agora? Para isso, precisamos ter melhora nas nossas instituições, e não vejo isso ocorrendo de forma alguma”, disse.

Em uma entrevista rápida aos jornalistas, Sérgio Moro falou também sobre a lei que regulamenta o direito de resposta, sancionada este mês pela presidenta da República, Dilma Rousseff. Para o juiz da Operação Lava Jato, a lei precisa ser mais clara. “Parece-me que ela ficou um pouco vaga em delimitar o direito de resposta. Em que circunstâncias deve se permitir o direito de resposta? Mesmo se a notícia for verdadeira, por exemplo? Nisso a lei não é clara”, disse. Segundo ele, se a lei for mal utilizada, ela poderá servir como instrumento de censura.

“Não digo que foi essa a intenção, mas se mal utilizada pode acabar resultando [em censura]”. “A minha crítica não é contra o direito de resposta em si, isso é assegurado constitucionalmente e, em princípio, amplia o debate. Mas a forma, o procedimento, a vagueza da lei em não estabelecer as hipóteses em que esse direito deve ser exercido acabam possibilitando que ela seja usada como instrumento de censura”, acrescentou.

Durante a palestra na Aner, Sérgio Moro abordou o papel investigativo da imprensa com o tema: Operação Lava Jato – O jornalismo investigativo de qualidade como pilar da democracia e das instituições brasileiras. O juiz defendeu a publicidade da Operação Lava Jato, segundo ele, garantida pela Constituição Federal.

“A democracia e a liberdade demandam que as coisas públicas sejam tratadas de forma pública. A Constituição deu uma resposta bem clara de que a publicidade tinha que ser ampla. Com a ressalva, no processo penal, de que temos resguardado sigilo quando há prejuízo à investigação”. Segundo Sergio Moro, não se pode falar que houve vazamento durante a operação. “Não se pode falar de vazamento quando o processo é público”, afirmou.

Agência Brasil
____________________________________________

COMMENTS

Nome

amigo de lula Artigos Boneco do Lula Brasil Brasil Corrupção Brasil. Corrupção Bumlai censura Collor Corrpuçãp corrupção Delcídio do Amaral Dilma Facebook Filho de Lula Fora Sarney Fraude na Mega Sena Giro Notícias Havaianas FRIBOI impeachment Joaquim Levy Jogo do Pixuleco Lula Lula milionário Lulazilla Mais Lidas Marcelo Odebreacht Marcelo Odebrecht Marina Marina Silva Mark Zuckerberg Mega Sena Michel Temer milionário Mundo Nora de Lula Papa Francisco PMDB Política PT Rede Sustentabilidade Sergio Moro Sérgio Moro Vatileaks Whatsapp
false
ltr
item
SINTESE NEWS: Sérgio Moro desabafa: “Não houve respostas "institucionais" diante da insatisfação popular contra a corrupção“
Sérgio Moro desabafa: “Não houve respostas "institucionais" diante da insatisfação popular contra a corrupção“
http://4.bp.blogspot.com/-daAhl81mYuo/VlPniQqongI/AAAAAAAAFuU/tIOHPL7_7hw/s640/S%25C3%25A9rgio%2BMoro%2Bdesabafa%2Bn%25C3%25A3o%2Bhouve%2Brespostas%2Binstitucionais%2Bdiante%2Bda%2Binsatisfa%25C3%25A7%25C3%25A3o%2Bpopular%2Bcontra%2Ba%2Bcorrup%25C3%25A7%25C3%25A3o.jpeg
http://4.bp.blogspot.com/-daAhl81mYuo/VlPniQqongI/AAAAAAAAFuU/tIOHPL7_7hw/s72-c/S%25C3%25A9rgio%2BMoro%2Bdesabafa%2Bn%25C3%25A3o%2Bhouve%2Brespostas%2Binstitucionais%2Bdiante%2Bda%2Binsatisfa%25C3%25A7%25C3%25A3o%2Bpopular%2Bcontra%2Ba%2Bcorrup%25C3%25A7%25C3%25A3o.jpeg
SINTESE NEWS
http://sintesenews.blogspot.com/2015/11/sergio-moro-desabafa-nao-houve.html
http://sintesenews.blogspot.com/
http://sintesenews.blogspot.com/
http://sintesenews.blogspot.com/2015/11/sergio-moro-desabafa-nao-houve.html
true
6712399305739774324
UTF-8
Nada encontrado VER TODOS Leia mais Responder Cancelar Deletar By Home PÁGINAS POSTS Ver tudo ARTIGOS RECOMENDADOS MARCADOR ARQUIVO PESUISE Not found any post match with your request Voltar ao início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago