Archive Pages Design$type=blogging

Permanência de Dilma e do PT no poder é provocação das instituições e pode causar revolta popular

Pequeno trecho do "Discurso Sobre a Servidão Voluntária" Quero para já, se possível, esclarecer tão-somente o fato de tan...

Pequeno trecho do "Discurso Sobre a Servidão Voluntária"


Quero para já, se possível, esclarecer tão-somente o fato de tantos homens, tantas vilas, cidades e nações suportarem às vezes um tirano que não tem outro poder de prejudicá-los enquanto eles quiserem suportá-lo; que só lhes pode fazer mal enquanto eles preferem agüentá-lo a contrariá-lo. 

Digno de espanto, se bem que vulgaríssimo, e tão doloroso quanto impressionante, é ver milhões de homens a servir, miseravelmente curvados ao peso do jugo, esmagados não por uma força muito grande, mas aparentemente dominados e encantados apenas pelo nome de um só homem cujo poder não deveria assustá- los, visto que é um só, e cujas qualidades não deveriam prezar porque os trata desumana e cruelmente. 

Tal é a fraqueza humana: temos frequentemente de nos curvar perante a força, somos obrigados a contemporizar, não podemos ser sempre os mais fortes. 

Se, portanto, uma nação é pela força da guerra obrigada a servir a um só, como a cidade de Atenas aos trinta tiranos, não nos espanta que ela se submeta; devemos antes lamentá-la; ou então, não nos espantarmos nem lamentarmos mas sofrermos com paciência e esperarmos que o futuro traga dias mais felizes. 

Está na nossa natureza o deixarmos que os deveres da amizade ocupem boa parte da nossa vida. É justo amarmos a virtude, estimarmos as boas ações, ficarmos gratos aos que fazem o bem, renunciarmos a certas comodidades para melhor honrarmos e favorecermos aqueles a quem amamos e que o merecem. Assim também, quando os habitantes de um país encontram uma personagem notável que dê provas de ter sido previdente a governá- los, arrojado a defendê-los e cuidadoso a guiá-los, passam a obedecer-lhe em tudo e a conceder-lhe certas prerrogativas; é uma prática reprovável, porque vão acabar por afastá-lo da prática do bem e empurrá-lo para o mal. Mas em tais casos julga-se que poderá vir sempre bem e nunca mal de quem um dia nos fez bem. 

Mas o que vem a ser isto, afinal? 

Que nome se deve dar a esta desgraça? Que vício, que triste vício é este: um número infinito de pessoas não a obedecer, mas a servir, não governadas mas tiranizadas, sem bens, sem pais, sem vida a que possam chamar sua? Suportar a pilhagem, as luxúrias, as crueldades, não de um exército, não de uma horda de bárbaros, contra os quais dariam o sangue e a vida, mas de um só? Não de um Hércules ou de um Sansão, mas de um só indivíduo, que muitas vezes é o mais covarde e mulherengo de toda a nação, acostumado não tanto à poeira das batalhas como à areia dos torneios, menos dotado para comandar homens do que para ser escravo de mulheres? 

Chamaremos a isto covardia? Temos o direito de afirmar que todos os que assim servem são uns míseros covardes? 

É estranho que dois, três ou quatro se deixem esmagar por um só, mas é possível; poderão dar a desculpa de lhes ter faltado o ânimo. Mas quando vemos cem ou mil submissos a um só, não podemos dizer que não querem ou que não se atrevem a desafiá-lo.

Como não é covardia, poderá ser desprezo, poderá ser desdém?

Quando vemos não já cem, não já mil homens, mas cem países, mil
cidades e um milhão de homens submeterem-se a um só, todos eles
servos e escravos, mesmo os mais favorecidos, que nome é que isto
merece? Covardia?

 Ora todos os vícios têm naturalmente um limite além do qual não
podem passar. Dois podem ter medo de um, ou até mesmo dez; mas
se mil homens, se um milhão deles, se mil cidades não se defendem
de um só, não pode ser por covardia.

 A covardia não vai tão longe, da mesma forma que a valentia
também tem os seus limites: um só não escala uma fortaleza, não
defronta um exército, não conquista um reino.

Este texto foi escrito há mais de 450 anos.

Autor: Etienne de La Boétie morreu aos 33 anos de idade no ano de 1563.



____________________________________________

COMMENTS

Nome

amigo de lula Artigos Boneco do Lula Brasil Brasil Corrupção Brasil. Corrupção Bumlai censura Collor Corrpuçãp corrupção Delcídio do Amaral Dilma Facebook Filho de Lula Fora Sarney Fraude na Mega Sena Giro Notícias Havaianas FRIBOI impeachment Joaquim Levy Jogo do Pixuleco Lula Lula milionário Lulazilla Mais Lidas Marcelo Odebreacht Marcelo Odebrecht Marina Marina Silva Mark Zuckerberg Mega Sena Michel Temer milionário Mundo Nora de Lula Papa Francisco PMDB Política PT Rede Sustentabilidade Sergio Moro Sérgio Moro Vatileaks Whatsapp
false
ltr
item
SINTESE NEWS: Permanência de Dilma e do PT no poder é provocação das instituições e pode causar revolta popular
Permanência de Dilma e do PT no poder é provocação das instituições e pode causar revolta popular
http://2.bp.blogspot.com/-P8Brj_98Tt8/Vg0H8mf7WmI/AAAAAAAAEu8/3mubRoPDsSs/s640/Perman%25C3%25AAncia%2Bde%2BDilma%2Be%2Bdo%2BPT%2Bno%2Bpoder%2B%25C3%25A9%2Bprovoca%25C3%25A7%25C3%25A3o%2Bdas%2Binstitui%25C3%25A7%25C3%25B5es%2Be%2Bpode%2Bcausar%2Brevolta%2Bpopular.jpg
http://2.bp.blogspot.com/-P8Brj_98Tt8/Vg0H8mf7WmI/AAAAAAAAEu8/3mubRoPDsSs/s72-c/Perman%25C3%25AAncia%2Bde%2BDilma%2Be%2Bdo%2BPT%2Bno%2Bpoder%2B%25C3%25A9%2Bprovoca%25C3%25A7%25C3%25A3o%2Bdas%2Binstitui%25C3%25A7%25C3%25B5es%2Be%2Bpode%2Bcausar%2Brevolta%2Bpopular.jpg
SINTESE NEWS
http://sintesenews.blogspot.com/2015/10/permanencia-de-dilma-e-do-pt-no-poder-e.html
http://sintesenews.blogspot.com/
http://sintesenews.blogspot.com/
http://sintesenews.blogspot.com/2015/10/permanencia-de-dilma-e-do-pt-no-poder-e.html
true
6712399305739774324
UTF-8
Nada encontrado VER TODOS Leia mais Responder Cancelar Deletar By Home PÁGINAS POSTS Ver tudo ARTIGOS RECOMENDADOS MARCADOR ARQUIVO PESUISE Not found any post match with your request Voltar ao início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago